Porque a Internet no Brasil é Lenta

Sempre se discute a respeito da qualidade da internet no Brasil. Todos que dependem de uma internet de alta velocidade sofre. Além da lei que permite que as prestadoras de serviço só forneçam 10% (sim, somente dez porcento) da velocidade contratada, existem outras coisas que fazer a sua internet permanecer bem abaixo do que você quer. Limitações técnicas, infraestrutura de qualidade duvidosa, entre outros fatores, não permitem que você veja a sua taxa de download chegar a 10 Mbps, mesmo pagando por ela.

Entendendo um pouco sobre as redes

A principal queixa que existe são taxas de download baixas e ping alto. Mas o que significa isso afinal?

A taxa de download, é a velocidade que o pacote está sendo transferido do servido para a máquina que esta fazendo o download.

Pacote é um termo utilizado em redes para representar determinado dado transmitido pela rede.

E o ping? O ping nada mais é que um utilitário utilizado para verificar se há conexão entre equipamento em uma rede. Para isso, são enviados pacotes que se retornados, determinam se há conectividade e também quanto tempo o pacote levou para chegar ao destino. E é esse tempo, medido em milissegundo (ms), que é exibido, por exemplo, quando estamos jogando aquele jogo online com os amigos.

Só passando um pouco pela parte técnica, o utilitário ping utiliza o protocolo ICMP (Internet Control Message Protocol) que está na terceira camada (rede) do modelo TCP / IP. Pode ler a respeito de ping, nas palavas do próprio criador.

O que influencia na velocidade?

Vários fatores podem influenciar a velocidade do download, dentre eles estão, por exemplo:

  • Velocidade contratada;
  • Tipo de internet contratada: por experiencia própria pude perceber que internet à cabo tende a ser mais estável que ADSL[bb], além claro da fibra ótica, que por suas características conseguem alcançar velocidades mais altas;
  • O roteador do seu vizinho: se você utiliza WI-FI em casa, o roteador do seu vizinho pode interferir na sua rede causando instabilidades;
  • Horário que está acessando: geralmente o inicio e o final do horário comercial tende a deixar a conexão mais lenta, por haver muitos acessos nesses horários;
  • Servidor que está disponibilizando o arquivo para download: para manter um servidor sempre funcionando da mesma forma para todos que estão fazendo download, os administradores desses servidores podem limitar a velocidade de transferência;
  • Pais fonte e destino do download: tomando como exemplo um download feito de um servidor nos Estados Unidos para o Brasil, o caminho que os pacotes precisam percorrer influenciam na velocidade final. Veja nos abaixo;

Velocidade na prática

Abaixo apresento alguns teste realizados no dia 24 de Fevereiro de 2013. Foram feitos teste de download, upload e ping utilizando a ferramenta de teste do site www.speedtest.net.

Foram feitos três testes, para São Paulo, dois para Austin no Texas, dois para Seul na Coreia do Sul, dois Tóquio no Japão e dois para Aberdeen na Escócia.

A velocidade contratada na época do teste era de 25 Mbps fornecida pela Vivo via cabo e a máquina de teste estava localizada na cidade de São Paulo. Veja abaixo os dados obtidos nos teste.

Tabela com resultado de teste

Perceba que nos testes realizados testando a velocidade em servidores próximos, neste caso, servidores em São Paulo, as velocidades de download alcançadas, estão bem próximas à contratada e o ping também está baixo, média de 12 ms.

Porém, a medida que a distancia com os servidores aumenta, a velocidade diminui drasticamente, não chegando a 10 Mbps a taxa de download de um servidor no Texas e abaixo de 1 Mbps quando o teste foi feito utilizando um servidor no Japão. Outra coisa que se deve observar é o ping que chegou a 601 ms no primeiro teste enviando pacotes para o Japão.

É preciso entender que para um pacote ir do Brasil ao Japão, por exemplo, um longo caminho (literalmente, são mais de 18 mil KM) é percorrido e para isso, os dados passam por vários locais, até que chegue ao seu destino. Esses locais nem sempre oferecem meios para que o dado trafegue da maneira mais rápida. Boa parte da velocidade é “perdida” aqui mesmos no Brasil. Em teste realizado no dia 12/03/2013, utilizando os mesmos métodos dos testes do dia 24/02/2013, a velocidade máxima alcançada em 2 (dois) testes feitos em um servidor em Fortaleza, foi de 6 Mbps com ping chegando a 201 ms. No mesmo dia, testes realizados em São Paulo a velocidade do download foi de 17 Mbps com ping máximo de 13 ms.

O que tiramos disso

O que falta mesmo, é infraestrutura para que tenhamos uma internet descente no Brasil. Lembrando que as velocidades alcançadas nos testes, não necessariamente é atingida no dia a dia, devido aos fatores citados acima. A velocidade máxima que alcancei trabalhando normalmente foi 7 Mbps, enquanto fazia um download de um servidor da EA Games[bb], quando a velocidade de internet contratada na época era de 10 Mbps, infelizmente não sei informar a localização dos servidor.

A dica que deixo é contratar um internet a cabo por ter um melhor custo beneficio, e o por experiencia própria, pelo menos a região que moro, este tipo de conexão se mostrou melhor que a ADSL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>