Desenvolvendo um aplicativo para Windows 8

O que pensei em fazer aqui, é trazer o que eu precisei para desenvolver um aplicativo para Windows 8[bb]. Como nunca desenvolvi algo para esse plataforma utilizando os moldes estabelecidos pela Microsoft, achei que seria bacana compartilhar o que estou aprendendo.

A escolha da plataforma

Como já desenvolvo para Windows, fiquei curioso quanto a criação de aplicativo para o novo sistema da Microsoft. Apesar de poder utilizar os conhecimentos que tenho em desenvolvimento de software, percebi de cara, que tinha que mudar um pouco a forma de pensar. Não o pensamento lógico para criação do código, mas como a aplicação se comporta perante o sistema operacional e como o usuário interage. Isso inclusive fica bem claro nas documentações iniciais que a Microsoft disponibiliza para quem está começando a desenvolver para Windows 8.

Modelo de app rodando em simulador do Windows 8

Os passos iniciais que segui para criar o aplicativo para Windows 8

A primeira coisa que surgiu, foi a vontade de criar um aplicativo sem saber o que iria criar. Em seguida pensei o que eu poderia criar; sobre o que seria o aplicativo.

O aplicativo consiste em acessar os dados de um serviço via API* disponibilizada por este e exibir os dados ao usuário, permitindo que ele interaja com o serviço de forma amigável por meio de interface baseada no Windows 8.
Logo em seguida defini que linguagem de programação utilizaria. Escolhi o Javascript, uma nova maneira para criar aplicativos para Windows (desktop). Utilizando juntamente com o CSS e o HTML 5, é possível criar aplicativos que rodam sobre uma base de navegador (IE 10), mas que para o usuário, não tem diferença entre este ou um criado em VB .NET ou C#. Escolhi o Javascript porque a empresa do serviço que acesso, já disponibiliza uma SDK** para facilitar o desenvolvimento com essa linguagem.

Na próxima postagem, vou abordar a parte que estudei para começar o desenvolvimento do aplicativo.

* API (Application Programming Interface) é formada por uma série de funções acessíveis somente por programação, e que permitem utilizar características do software (Wikipédia). Imagine uma caixa fechada, simbolizando um serviço, e para ter acesso ao que está dentro da caixa, você entrega um bilhete dizendo o que você quer para alguém. Essa pessoa sabe exatamente como estão as coisas dentro da caixa, então, ela pega o que você pediu no bilhete, e te entrega; essa pessoa é a API (Eu).

* SDK, é a sigla de Software Development Kit. São disponibilizados por empresas ou projectos opensource para que programadores externos tenham uma melhor integração com o software proposto (Wikipédia).

Um comentário sobre “Desenvolvendo um aplicativo para Windows 8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.